CBD logo do site

Quais as principais doenças que já poderiam ser tratadas com auxílio do canabidiol, segundo alguns estudos

Quais as principais doenças que já poderiam ser tratadas com auxílio do canabidiol, segundo alguns estudos

Nos últimos anos, temos testemunhado um crescente avanços científicos nos estudos da planta cannabis e seus compostos terapêuticos. E entre estes compostos encontrados, o canabidiol tem se destacado como uma promissora alternativa no tratamento de uma variedade de doenças, inclusive aquelas de natureza degenerativa.

Diferente do composto tetra-hidrocanabinol (THC), também encontrado na cannabis, o canabidiol não possui efeitos psicoativos, tornando-o uma opção atrativa para aqueles que buscam benefícios medicinais sem o efeito “chapado”.

A diferença entre canabidiol e maconha

Antes de conhecermos sobre o uso do canabidiol para o tratamento de diversas doenças, é importante entender que canabidiol e maconha não são a mesma coisa.

O canabidiol é um dos muitos compostos químicos encontrados nas plantas da família cannabis. Diferente do THC, outro composto encontrado na planta, o canabidiol não possui efeitos psicoativos, o que significa que seu uso não causa sensações de euforia ou alterações de percepção.

Resumindo:

O canabidiol é um dos mais de 500 composto químicos encontrado nas plantas da família cannabis, já a maconha em si não é um composto, e sim um produto feito com plantas desta mesma família.

Enquanto o canabidiol é um dos componentes naturais da planta, a maconha é um produto feito a partir das flores e folhas dessa mesma planta, mas que possuem altos níveis de THC, o composto responsável pelos efeitos psicoativos e sensação de “barato”.

Essa distinção torna os produtos à base de canabidiol uma opção atraente para aqueles que buscam os benefícios terapêuticos da cannabis sem experimentar os efeitos psicotrôpicos associados à maconha.

canabidiol cannabis e maconha marijuana diferença
Vale destacar que, mesmo com as diferenças evidentes entre o canabidiol e o THC encontrado na maconha, ambos são alvo de pesquisas que revelam benefícios para a saúde, com o uso  para tratamento de diversas doenças crônicas e degenerativas.

Agora é hora de descobrir como o canabidiol tem se mostrado promissor no tratamento de diversas doenças.

As principais doenças que podem ser tratadas com canabidiol

O canabidiol tem sido alvo de estudos e testes para o tratamento de diversas doenças degenerativas e crônicas. Confira abaixo os principais quadros clínicos em que esse composto tem sido comprovadamente eficaz, conforme evidências científicas.

Ansiedade

O canabidiol tem se mostrado eficiente em proporcionar efeitos calmantes no sistema nervoso central, tornando-se uma alternativa promissora para reduzir a ansiedade e melhorar a qualidade do sono.

A vantagem é que, ao contrário dos ansiolíticos convencionais, o canabidiol não possui efeito narcótico e não causa dependência, tornando-o uma opção mais segura para o tratamento da ansiedade. Essa descoberta tem trazido esperança para muitas pessoas que buscam uma abordagem mais natural e menos invasiva no combate aos quadros de ansiedade.

Autismo

Estudos têm demonstrado a eficácia do canabidiol no controle dos principais sintomas do autismo, especialmente a ansiedade e a agitação.

Esse composto tem mostrado resultados promissores na redução da hiperatividade, proporcionando benefícios no controle do sono, o que pode significar uma melhora significativa na qualidade de vida de pessoas com autismo.

Mal de Alzheimer

O canabidiol tem demonstrado propriedades promissoras no tratamento do Mal de Alzheimer. Suas características neuroprotetoras ajudam a proteger as células cerebrais dos danos causados pelo processo inflamatório, além de promover a neurogênese, que é a formação de novas células cerebrais.

A pesquisa nessa área continua evoluindo, e o potencial terapêutico do canabidiol no tratamento do Mal de Alzheimer é uma área emocionante e cheia de possibilidades.

idoso com alzheimer tocando violão tratando a doença
O uso do canabidiol no tratamento do Mal de Alzheimer tem demonstrado melhorias nos sintomas e até mesmo retardo na progressão da doença, diminuindo os déficits cognitivos e proporcionando uma esperança renovada para pacientes e seus familiares.

Parkinson

O canabidiol tem mostrado um grande potencial no tratamento do Parkinson, principalmente devido às suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que auxiliam na proteção das células cerebrais e podem retardar a progressão da doença.

Além disso, o composto pode influenciar a função dos receptores de dopamina, proporcionando alívio para sintomas como tremores, rigidez e problemas de equilíbrio.

Essa abordagem terapêutica oferece uma melhoria significativa na qualidade de vida e bem-estar dos pacientes, trazendo esperança para aqueles que lidam com essa condição neurodegenerativa.

Dores crônicas

O canabidiol tem se mostrado promissor no alívio de dores crônicas, graças aos seus efeitos analgésicos. Essa propriedade torna-o uma opção de tratamento eficaz para pacientes que sofrem de doenças que causam dor persistente, incluindo dores na coluna e distúrbios nervosos.

O composto age de forma a reduzir a percepção da dor, proporcionando alívio significativo e melhorando a qualidade de vida desses indivíduos.

Epilepsia

O canabidiol tem se destacado como um tratamento eficaz para a epilepsia, mostrando-se capaz de reduzir as convulsões e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Esse composto possui propriedades neuroprotetoras, ajudando a proteger os neurônios dos danos que podem ocorrer durante os ataques de epilepsia. Além disso, o canabidiol regula a atividade cerebral, controlando o excesso de excitação que pode levar às convulsões.

Depressão

O canabidiol tem sido estudado por seus potenciais benefícios no tratamento da depressão. Ao interagir com o sistema endocanabinóide do nosso corpo, o canabidiol estimula o sistema dopaminérgico, que desempenha um papel importante na regulação do humor. Essa interação pode ajudar a melhorar o equilíbrio químico do cérebro, proporcionando alívio dos sintomas depressivos.

Mulher feliz sem depressão
Embora mais pesquisas sejam necessárias para entender completamente o impacto do canabidiol na depressão, os resultados iniciais são promissores e apontam para a possibilidade de uma abordagem terapêutica inovadora.

Glaucoma

O canabidiol tem sido investigado como uma possível opção de tratamento para o glaucoma, uma doença ocular que causa danos ao nervo óptico e pode levar à perda gradual da visão.

Estudos indicam que o canabidiol pode ajudar a reduzir a pressão intraocular, que é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do glaucoma. Ao diminuir essa pressão, o canabidiol pode contribuir para a proteção dos nervos ópticos e, consequentemente, retardar a progressão da doença.

No entanto, é importante ressaltar que o uso do canabidiol para o tratamento do glaucoma ainda está em fase de pesquisa e não substitui os tratamentos tradicionais indicados por profissionais de saúde especializados.

Câncer

A cannabis medicinal não é uma cura para o câncer, mas tem sido estudada por seus efeitos no tratamento de alguns dos efeitos colaterais associados à doença e aos tratamentos convencionais, como quimioterapia e radioterapia.

Um dos benefícios mais conhecidos da cannabis nesse contexto é seu potencial para aliviar náuseas e vômitos, que são efeitos colaterais comuns da quimioterapia.

Além disso, a cannabis pode ajudar a melhorar o apetite em pacientes que estão enfrentando perda de peso e desnutrição devido ao tratamento.

E não para por aí. abaixo segue uma lista rápida de mais 10 doenças que têm sido estudadas quanto ao seu tratamento com canabidiol:

  • Esquizofrenia;
  • Transtorno Bipolar;
  • Transtorno de Ansiedade Social (Fobia Social);
  • Enxaqueca;
  • Distúrbios do Sono, como Insônia e Apneia do Sono;
  • Síndrome de Rett;
  • Transtorno do Espectro do Autismo (TEA);
  • Artrite Idiopática Juvenil;
  • Doença de Huntington;
  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

Quais são os efeitos colaterais provocados pelo canabidiol

É importante lembrar que, apesar de tratar diversas doenças, o canabidiol também pode apresentar alguns efeitos colaterais. No entanto, é fundamental ressaltar que ainda faltam pesquisas e dados oficiais aprovados pelos órgãos regulatórios para uma compreensão completa dos possíveis efeitos adversos.

Entretando, em 2017, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um relatório que apontou que o canabidiol não é prejudicial à saúde e não apresenta potenciais efeitos viciantes, o que reforça sua segurança para uso medicinal.

Abaixo segue alguns possíveis efeitos colaterais provocados pelo uso do canabidiol:

  • Fadiga;
  • Diarreia;
  • Perda de peso e diminuição do apetite;
  • Sonolência excessiva;
  • Boca seca;
  • Pressão arterial baixa;
  • Tontura;
  • Alterações de humor;
  • Náuseas;
  • Irritabilidade;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Dificuldades de coordenação motora;
  • Possíveis interações com medicamentos, podendo causar efeitos indesejados.

Lembrando que é sempre importante estar atento aos efeitos que o canabidiol pode causar e, caso algum sintoma persista ou seja preocupante, é fundamental buscar orientação médica para avaliação adequada.

O canabidiol pode viciar?

Uma dúvida comum é se o canabidiol pode causar dependência ou viciar.

É importante esclarecer que o canabidiol (CBD) não possui propriedades psicoativas, portanto, não causa o efeito de “ficar chapado” associado à maconha, que é rico em THC.

Dessa forma, o canabidiol não apresenta potencial para viciar ou criar dependência física em seus usuários. Estudos e relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmam que o CBD é considerado seguro e não causa efeitos viciantes ou abuso.

O Canabidiol é legalizado no Brasil?

Felizmente, o canabidiol é legalizado no Brasil, e sua compra pode ser feita em farmácias e drogarias, desde que com a devida prescrição médica.

Embora a ANVISA não especifique quais doenças podem ser tratadas com o canabidiol, a decisão fica a critério do médico, que pode prescrever o medicamento quando outras abordagens não surtiram efeito.

Para adquirir o canabidiol, é necessário apresentar uma receita de controle especial, que ficará retida na farmácia, e essa prescrição pode ser do tipo A (amarela) ou tipo B (azul), dependendo do produto.

Além disso, caso o paciente opte por importar o medicamento, é importante solicitar uma autorização especial da Anvisa para garantir a legalidade do processo.

Onde comprar produtos à base de canabidiol com segurança no Brasil

O processo de compra de produtos à base de canabidiol no Brasil pode envolver algumas etapas burocráticas, mas é importante garantir a segurança e a qualidade dos medicamentos.

ara adquirir esses produtos, é essencial contar com uma receita médica que especifique a necessidade do tratamento com canabidiol e indique que outros métodos terapêuticos foram previamente utilizados.

Contudo, enfrentamos desafios adicionais quando alguns médicos, ainda conservadores em relação à cannabis, podem hesitar em prescrever esses tratamentos devido a preconceitos ou falta de conhecimento atualizado sobre os benefícios medicinais da planta.

É fundamental escolher fontes confiáveis e especializadas na venda de produtos à base de cannabis, garantindo a pureza e a procedência dos medicamentos.

Nesse contexto, a CBD Brasil desponta como uma empresa séria e competente, especializada em fornecer produtos de qualidade e em auxiliar os pacientes em todo o processo burocrático para a aquisição desses tratamentos.

Assim, os pacientes podem ter acesso aos benefícios terapêuticos do canabidiol com a tranquilidade de estar recebendo tratamentos seguros e de alta qualidade.

comprando cannabis de fonte confiável regulamentada pela ANVISA
Ao buscar medicamentos à base de canabidiol, é fundamental contar com uma empresa de confiança, que possa garantir a procedência dos produtos e auxiliar em todas as etapas do processo de compra.

Ao longo deste artigo, exploramos os diversos aspectos do canabidiol e sua relação com o tratamento de diferentes doenças. Com suas propriedades terapêuticas promissoras, o canabidiol tem conquistado espaço na área da saúde, mostrando resultados positivos em pesquisas científicas e estudos clínicos.

Seu potencial de tratar doenças como epilepsia, autismo, mal de Alzheimer, Parkinson, ansiedade, depressão e dores crônicas tem sido cada vez mais reconhecido.

E com o contínuo avanço das pesquisas, a expectativa é que novas aplicações medicinais do canabidiol sejam descobertas no futuro, ampliando ainda mais suas possibilidades terapêuticas.

A compreensão dos benefícios e dos possíveis efeitos colaterais é essencial para uma abordagem informada e responsável em relação ao canabidiol, contribuindo para que mais pacientes tenham acesso a tratamentos que possam melhorar sua qualidade de vida.

O que achou deste post? deixe seu comentário
Ricardo CBD Brasil

Ricardo Guimarães é treinador de voleibol e administrador de empresas, superou desafios de saúde e encontrou alívio nas propriedades medicinais da cannabis.

Atualmente, reside na Califórnia, onde tem acesso a tratamentos à base de cannabis que melhoram sua qualidade de vida.

Sua experiência pessoal o motivou a ser um defensor dos benefícios terapêuticos da planta, compartilhando seu conhecimento com outros em busca de alívio e bem-estar.

Veja também

Entenda como o CBD oferece esperança no tratamento da esclerose múltipla, com potencial para aliviar sintomas e melhorar vidas.
Rolar para cima
CBD logo do site
Anvisa logo

A CBD Brasil está profundamente comprometida com o bem-estar de seus pacientes. Nossa empresa é fundamentada nos princípios de transparência e integridade, e estamos constantemente nos adaptando para estar em conformidade com as regulamentações sanitárias brasileiras.

Nosso compromisso inclui a adesão rigorosa às normativas estabelecidas pela ANVISA, bem como às exigências da Portaria 344/1998 do Ministério da Saúde e das Resoluções da Diretoria Colegiada – RDC 96/2008, RDC 327/2019 e RDC 660/2022.

Esta abordagem nos permite fornecer produtos seguros e eficazes, garantindo a máxima segurança e confiança para nossos pacientes e consumidores.